O ex-vereador e ex-presidente da câmara do município de Nova Venécia Flaminio Grillo, de 49 anos, foi condenado a seis anos de reclusão pela acusação de peculato. Ele estava preso preventivamente desde o último dia 25.

De acordo com a denúncia do Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES), entre 18/07/2001 e 08/08/2001 Grillo apropriou-se indevidamente da quantia de R$ 1.500 dos cofres da Câmara de Nova Venécia, sob a justificativa de adiantamento para pagamento de despesas com combustíveis, refeições, materiais de expediente e para outras despesas de pronto pagamento, porém fazendo comprovação das despesas com recibos não condizentes com a verdade.

Em 2014, Grillo já havia respondido pelo crime de peculato, de acordo com o MPES. Segundo o órgão informou na época, o ex-vereador realizou gastos excessivos com compras de cervejas, cachaças, carnes bovinas e linguiça, durante seu mandato como Presidente da Câmara Legislativa do município, nos anos de 2001 e 2002.

Deixe sua opinião: